Dicas para fazer as unhas sozinha

Olá meninas

Hoje vou compartilhar aqui no blog com vocês uma atividade que eu adoro e que aprendi sozinha: fazer as unhas em casa!




Muita gente reclama que não tem prática, que não sabe pintar as unhas direitinho, que a mão esquerda fica feia por falta de habilidade e vice-versa... Enfim, fazer as unhas sozinha não é tarefa fácil. Mas tudo nessa vida é questão de prática e persistência, não é mesmo?

Eu vivia com as unhas sem fazer, só fazia raramente no salão, pois não tinha habilidade. Até que um dia, conversando com uma pessoa que já trabalhou como manicure, ouvi a seguinte dica: “Compra as coisas e começa a fazer, na primeira vez vai ficar horrível, na segunda também vai ficar feia, mas na terceira você sente uma melhora e assim vai indo...”.

E não é que foi exatamente assim? Eu resolvi comprar algumas coisinhas pra dar início ao “aprendizado” e meti as caras.

Na primeira semana, coloquei um rosa e ficou bem feio, na segunda, investi num cinza claro e ficou mais ou menos. Na terceira, coloquei logo um azul e lembro que até ouvi elogios: “Você fez suas unhas sozinha? Arrasou!”. Quando menos percebi, já estava usando e abusando das cores preto, café, vermelho... Tanto é que hoje em dia, eu mesma prefiro fazer as minhas unhas do que fazê-las no salão.

Para você que está pensando em se arriscar como “manicure”, ai vão algumas dicas:


- Compre coisas básicas:

Você está começando, então nada de apetrechos mirabolantes, compre lixas de unha, um alicate, uma espátula para empurrar cúticula, palitos de madeira, creme para amolecer as unhas, esmaltes, base e acetona. Serão suficientes para o começo.



- Comece pelas cores clarinhas:

Como você estará começando e as unhas não ficarão perfeitas de cara, aposte em esmaltes de cor clara, das quais não dê para perceber os borrões. Aos poucos, com a prática você sentirá mais segurança de ir escurecendo as cores.




- Escolha um lugar tranquilo e tenha calma:

Nada de fazer as unhas com pressa, com horário exato. Você está começando e precisará de tempo e paciência para executar com calma. Escolha fazer as unhas em um dia tranquilo, em que não terá compromissos, por exemplo, num sábado de manhã ou após o almoço no final de semana. Prefira sempre fazer de dia e evite o período da noite, para não correr o risco de dormir e encher as unhas de bolinhas!

- Não se prenda a técnicas:

Quando comecei, vi vários vídeos ensinando o que era certo e errado, porém, eu me adaptei ao meu próprio jeito de fazer e hoje consigo deixar as unhas lindas. Então não se prenda as regras e tenha seu próprio desempenho na hora de fazer as unhas.

- Comece pela mão mais difícil:

Escreve com a mão direita? Comece pela mão esquerda. Escreve com a mão esquerda, comece pela mão direita. Como toda atividade, concentrando sua energia na parte mais difícil, fica mais fácil executá-la até o fim!


Eu faço do seguinte jeito: se achar necessário, dou uma lixada para ajustar o formato das unhas, depois deixo a mão esquerda (sou destra) de molho na água quente por um tempo e em seguida aplico o amolecedor de cutículas, espero mais um tempo de molho e retiro.

Com a ajuda da espátula, vou tirando as cutículas do canto e em seguida retirando com o alicate com muito cuidado. Tiro apenas o grosso, não tiro muito para não interferir na proteção natural da pele.

Em seguida aplico base e deixo secar. Faço o mesmo processo na mão direita. Após isso, vem a esmaltação. Com muito cuidado, aplico uma camada do esmalte escolhido, aplico a segunda camada e começo a retirar o excesso.

Para retirar a sujeira do esmalte, molhe um palito na acetona e enrole numa pequena mecha de algodão. Vá passando delicadamente ao redor das unhas.

Para finalizar, uma ótima pedida é passar uma camada de extra brilho. Garante maior durabilidade ao esmalte e dá um brilho muito maior as unhas.





Lembrando que cada uma adquire seu próprio jeito de fazer!!!

E ai, bora tentar? Vocês preferem fazer em casa ou apelam pro salão?

Beijos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Me rendi ao batom azul

Benefícios da caminhada

Modinhas do momento: curte ou não curte?